Fale Conosco

CABEÇAS: Dispositivos magnéticos responsáveis pela leitura ou gravação de fitas de áudio ou de vídeo.

CABO COAXIAL: Cabo duplo composto de um condutor central e outro envolvente, em malha metálica, que vai ligado à massa ou terra. É usado em antenas, ou para interligar equipamentos de áudio para o sinal pré-amplificado. Neste último caso, destina-se a evitar a captação de interferências.

CACHE: Local no disco rígido onde se armazenam temporariamente os arquivos transferidos quando se carrega uma página Web. Ao se retornar para a mesma página, o navegador pode buscá-la no cache, em vez de ir até o servidor original novamente, poupando tempo e reduzindo o tráfego na Internet.

CAIXA CENTRAL: Caixa acústica utilizada no canal central dos equipamentos de home-theater com decodificador Dolby Pro-Logic, Dolby Digital ou DTS. É a caixa responsável pela reprodução dos diálogos e do som de todas as ações vistas na tela.

CAIXAS SATÉLITES: Caixas compactas responsáveis principalmente pela reprodução dos sons médios e agudos. Em um sistema de home-theater elas são utilizadas para reproduzir os sons dos canais frontais e de surround. Utilizadas em conjunto com uma caixa maior "subwoofer" que reproduz os sons mais graves provenientes de todos os canais.

CAIXAS SURROUND: Nome técnico dado às caixas de um sistema de home theater, responsáveis pelos efeitos de surround (envolvimento total do som). Essas caixas são colocadas lateralmente ou atrás da posição de audição.

CAMADA DUPLA: DVDs em que os sinais de áudio e de vídeo são gravados em duas profundidades em um mesmo lado do disco. Isso dispensa a utilização dos dois lados do disco no caso de filmes cuja duração ultrapassa o espaço disponível em um único lado.

CANAL DE ÁUDIO: Nome que se dá a um dos canais através dos quais os sinais de áudio são distribuídos. Quando é utilizado um único canal, a gravação ou reprodução é monaural ou simplesmente mono, passando a se chamar estéreo quando os sons são distribuídos através de dois canais. No home-theater os sons são distribuídos através de quatro (Dolby Pro-Logic) ou seis canais (Dolby Digital e DTS), para gerar uma maior sensação de envolvimento com as ações dos filmes. É importante ressaltar que os canais não devem ser confundidos com as saídas de caixas acústicas. Exemplo: pode-se ligar duas ou mais caixas acústicas em um único canal do sistema mono, resultando em várias caixas tocando o mesmo som.

CARTÃO DE MEMÓRIA REMOVÍVEL: Grande parte das câmeras fotográficas digitais utiliza o cartão de memória para o armazenamento das fotos, que serão depois transferidas para o computador. Existem cartões com diversas capacidades de armazenamento, e quanto maior a capacidade, maior a quantidade de fotos. Por exemplo, em um cartão com capacidade de 32 Mb, é possível armazenar 486 fotos na resolução 640x480. Já um cartão de 16 Mb armazena cerca de 236 fotos do mesmo tamanho. Existem também modelos que dispõe de memória interna (não removível) e modelos que utilizam disquetes comuns para o registro das imagens. Uma vantagem do cartão removível é que você pode ter vários cartões, e armazenar um número maior de fotos se não puder descarregá-las no computador antes de tirar novas fotos.

CD CHANGER: Toca-discos laser capaz de reproduzir automaticamente três ou mais CDs. Este tipo de toca-discos pode apresentar-se na forma de: carrossel (gaveta), magazine ou stack.
Carrossel - Nesse tipo, uma gaveta se abre dando acesso a uma bandeja, onde podem ser colocados de três a cinco CDs.
Magazine - Espécie de cartucho dividido em seções para a acomodação dos discos, normalmente em número de seis. Esse cartucho é inserido no CD-Changer para a reprodução dos discos nele contidos. Além do magazine para seis CDs, alguns CD-Changers têm uma gaveta separada para a reprodução de um sétimo CD.
Stack - Neste caso, é o próprio mecanismo interno que acomoda os discos, dispensando o uso de um magazine. Também no caso do stack, pode existir uma gaveta extra para a colocação de um sétimo CD.

CD GRAVÁVEL: Também chamado CD-R (CD-Recordable) ou CD-RW (CD-Rewritable), é um tipo de disco semelhante ao CD normal, mas que permite gravar digitalmente sinais de áudio. O CD-R pode ser gravado uma única vez, enquanto que o CD-RW admite vários ciclos de gravação e apagamento.

CD HIGH SPEED COPY: Permite a cópia do CD para fita na metade do tempo.

CDMA: Tecnologia de transmissão entre celulares, que significam Acesso Multiplo por Divisão de Código.

CD-R: CD que pode ser gravado uma única vez.

CD-RW: CD que pode ser gravado mais de uma vez (CD regravavel).

CD SYNCHRO: Permite o sincronismo entre o CD Player e o Cassete-Deck no processo de gravação.

CFTV (CIRCUITO FECHADO DE TV): Sistema de segurança que utiliza câmeras, monitores e outros acessórios para vigilância através das imagens captadas no local.

CHAT: Conversa em tempo real através da Internet. Em alguns sistemas mais antigos de chat, a tela é dividida em duas. Cada parte contém o texto de um dos interlocutores. Novos sistemas permitem a criação de "salas" de conversa com formato de páginas Web. O chat na Internet ficou famoso com os servidores IRC (Internet Relay Chat), onde são criadas várias "salas" ou canais para abrigar os usuários.

CINESCÓPIO: Nome técnico do tubo de imagem utilizado nos televisores.

CINESCÓPIO INVAR: Cinescópio de última geração, promovendo imagens com maior brilho e contraste.

CLIENTE: Programa que requisita serviços a um servidor. A Internet é toda baseada em uma estrutura cliente/servidor. Por isso, cada um de seus serviços (correio eletrônico, FTP, WWW) funciona basicamente com esse par de programas. Para cada tipo de cliente, há um servidor correspondente. Na Web, os programas clientes são os navegadores, enquanto os servidores são os programas que armazenam as páginas e verificam as autorizações dos usuários para acessar determinados arquivos, além de executar programas especiais.

CLOSE CAPTION: Apresenta, através de legendas, o som original do programa, desde que o mesmo tenha sido gravado neste sistema. Nos EUA, este sistema é obrigatório, a fim de beneficiar os deficientes auditivos.

COMANDO DE ILUMINAÇÃO: Acessório do sistema de alarme que permite controlar a lâmpadas a ele conectadas. por exemplo: se ligado a um abajur, este pode ser programado para acender em horários específicos na sua ausência, acender para auxilia-lo durante a entrada ou saída do imóvel, ou ainda acender ou piscar em situações de emergência.

CONE: Elemento dos alto-falantes responsável pela movimentação do ar e, conseqüentemente, pela geração dos sons.

CONECTOR VGA : Conector usado para a ligação do computador para o monitor. também usado para a conexão entre o computador e o projetor. Veja a ilustração do conector VGA.

CONECTOR P2: Em sua maioria é usado em aparelhos portáteis para a ligação de fones de ouvido. Veja ilustração.

CONECTOR P10: também conhecido como conector "banana", muito utilizado para a ligação de microfones e em alguns aparelhos também é usado para a ligação de fones de ouvido. Veja Ilustração.

CONECTOR CANNON: Muito usado para a ligação de microfones, por ser balanceado. Veja Ilustração.

CONECTOR RCA (Radio Corporation of América): Muito usado para ligação entre aparelhos. Conector comumente utilizado em equipamentos de áudio e vídeo. Os cabos RCA possuem um plugue em cada extremidade, que nada mais é do que um conector central, envolvido por um anel. O buraco receptor do RCA também possui um anel em volta, permitindo que o cabo RCA se conecte firmemente. Veja ilustração.

CONECTOR BNC: Conectores especiais utilizados para conexões em sistema de segurança.

CONECTOR (Vídeo Componente): Seu uso mais comum é em aparelhos de DVD, TVs de alta definição (HDTV) e Home Theater. Oferece excelente qualidade de imagem. Também usado em computadores para trabalhos profissionais, como atividades de edição de vídeo. A conexão é feita através de um cabo com três fios: um é indicado pela cor verde, outro pela cor azul e o terceiro cor vermelha, em um esquema conhecido como Y-Pb-Pr (ou Y-Cb-Cr). O verde é responsável pela transmissão do vídeo em preto e branco e os demais trabalham com os dados das cores e com o sincronismo.

CONECTOR S-VIDEO (Separated Video): Seu cabo é formado por três fios: um transmite imagem em preto e branco; outro transmite imagens em cores; e o terceiro atua como terra. Trabalha nas resoluções 480i ou 576i.

CONTA: Ter uma conta em um provedor de acesso é como ser sócio de um clube. O titular da conta recebe um nome de usuário (username ou apelido) e senha para acessar o sistema e paga uma mensalidade de acordo com os serviços que utiliza e planos de pagamento do provedor de acesso.

CONTINUOUS PLAY: Recurso que permite ouvir músicas por um tempo maior, sem interrupções, através da reprodução contínua de um dos lados das fitas colocadas nos decks A e B. nos decks com Dual Auto Reverse, ambos os lados das fitas são reproduzidos.

CONTRASTE: Quanto maior o índice do contraste melhor será a qualidade da imagem apresentada, normalmente o contraste e inversamente proporcional ao ANSI LUMENS. A razão entre o brilho das partes mais brilhantes e mais escuras de uma imagem. A parte mais escura de uma imagem é regulada pelo brilho do fósforo não excitado, que é governado pelo grau com o qual a luz ambiente é refletida. Portanto, o contraste é reduzido em condições de altos níveis de luminosidade ambiental. Tubos de Matriz Negra refletem menos luz ambiental, logo exibem maior contraste do que os outros tubos.

CONTROLE PARA BLOQUEIO DE PROGRAMAS: Permite ao usuário criar uma senha para bloquear os canais ou determinados programas que sejam impróprios para crianças.

CONTROLE REMOTO INTEGRADO PARA BANDA C: Controla todas as funções do Digital Homesat e permite controlar o receptor da Banda C (parabólica).

CONTROLE REMOTO MULTIMARCAS: Tipo de controle que pode ser ajustado pelo consumidor para operar as principais funções de televisores, videocassetes e outros aparelhos de diversas marcas.

COOKIE: Informação que um site grava no disco rígido do usuário da Internet para uso futuro. Em termos técnicos, é um dado gravado pelo servidor no disco do cliente para utilização posterior. Tipicamente, um cookie armazena as preferências do usuário de um navegador quando se acessa um determinado site.

CONVERSOR D/A (Digital/Analógico - Digital/Analog/Converter): Módulo presente nos aparelhos de leitura digital (ex: CDs, DATs, Mini-Discs), que transforma a informação binária digital em uma forma de onda analógica, para se tornar compreensível.

CONVERSOR TV DIGITAL: Também conhecido como set-top box, o aparelho conversor é usado principalmente para que a TV que funciona no sistema convencional, interpretando apenas o sinal analógico, passe a receber o sinal digitalizado. Com o advento da TV Digital, cada elemento da tela passa a ser enviado em códigos binários, semelhante à linguagem dos computadores. Para que os televisores interpretem o novo sinal é necessário um conversor de TV digital. Há diversos tipos de conversores, com funcionalidades diferentes. Alguns apenas convertem o sinal, outros oferecem também interação e os demais criam recursos adicionais, como gravar programas. Alguns modelos já possuem esse recurso integrado o que permite sintonizar os novos canais de TV Digital, sem precisar de um set-top-box separadamente. É o caso das TV LCD Digital HD com Conversor Integrado. TV Digital com conversor híbrido integrado que reconhece sinais digitais, analógicos, cabo e satélite.

CORREIO ELETRÔNICO: Programa que permite trocar mensagens entre usuários. Não é necessário que o destinatário esteja conectado à Internet no momento em que a mensagem for enviada. Um aviso indicando quantas mensagens novas existem será apresentado assim que o usuário se conectar à Rede. É possível enviar simultaneamente cópias de mensagens para várias pessoas e também guardar as mensagens enviadas. Pode-se ainda usar o correio eletrônico para participar de listas de distribuição.

CROSSOVER: Circuito que divide o espectro sonoro em pelo menos duas faixas de freqüências de áudio. Também conhecido como divisor de freqüências. pode ser ativo ou passivo.

CRT: Tubo de raio de cátodo: o termo geral para todos os tubos nos quais um ou mais feixes de elétrons emitidos por um cátodo são varridos periodicamente ao longo de uma tela de fósforo, por meio de um circuito de deflexão. O aparelho de TV e o tubo de monitor de imagem são formas especiais de tubo de raio de cátodo.

CSS: O mesmo que Content Scrambling System (em português, Sistema de Embaralhamento de Conteúdo). É uma criptografia, ou seja, uma forma de misturar o conteúdo de um DVD para evitar, por exemplo, cópias não autorizadas.